Em reunião no dia 10 de março, Caboclo descartou parar futebol: “Vai ter competição”

Em reunião no dia 10 de março, Caboclo descartou parar futebol: "Vai ter competição"

Em encontro virtual no dia 10 de março, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, garantiu que não paralisaria torneios nacionais. A videochamada contou com a presença dos presidentes dos clubes das séries A e B. O vídeo foi publicado originalmente pela Venê Casagrande, repórter do jornal “O Dia”.

Devido ao aprofundamento da pandemia Covid-19 no Brasil, alguns funcionários do governo baniram temporariamente as partidas de futebol. Entre eles estão o Governador de São Paulo, João Dória, e o Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes.

No entanto, em uma reunião em 10 de março, Caboclo confirmou que os torneios nacionais iriam continuar. A CBF já planejou jogos da Copa do Brasil para estados em que nenhum time esteja envolvido nas partidas.

– Eu governo o Brasil no futebol e decido que há competição. Porque você é f … se não tiver. Carrego o fardo de todos vocês ”, disseram os presidentes do Caboclo Clube.

Rogério Caboclo defende cuidados com o futebol no Brasil – Foto: TV CBF

Entre os líderes da videochamada estavam Sérgio Coelho, presidente do Atlético-MG; Bahiast, Guilherme Bellintani; do Corinthians Duílio Monteiro Alves; Flamengo, Rodolfo Landim; Palmeirasest, Maurício Galiotte; e Vasco, entre outros, Jorge Salgado.

O presidente da CBF disse em discurso no encontro que a Globo e os patrocinadores do futebol brasileiro se opõem à suspensão do futebol. Leia a posição da Globo ao final deste artigo.

– Exceto com o seu doutorado, não vou desistir de jogar em competições nacionais que têm retrocessos em competições internacionais e incorporam competições nacionais … Então, por favor, vamos pensar agora: podemos parar o futebol? A Rede Globo não quer. Posso garantir que não é esse o caso. Ninguém quer, nem seus patrocinadores. E quando terminar, sabe se temos confiança para dizer que podemos voltar? Nunca. O dia em que o governador de Maurício disser que pode. O dia em que o prefeito de São não disser que pode … Não estou à mercê de nenhum deles.

  Daniel Alves sugere 4 mudanças no futebol à Fifa, inclusive cobrança de lateral com os pés; veja os pedidos

Durante parte do encontro, ocorreu o seguinte diálogo entre o Presidente da Palmeira, Maurício Galiotte, e Rogério Caboclo.

Galiotte – Podemos discutir isso em outro momento? Caboclo – Não, por que outra hora? Galiotte – Porque eu acho que a discussão é um pouco mais ampla, mas vou encerrar meu post aqui.

Ao final da reunião, Rogério Caboclo, após explicar que tinha ligações para atender, questionou os demais líderes.

– Existem presidentes contra a continuidade aqui?

Após cinco segundos de silêncio, o presidente da CBF despediu-se dos dirigentes do clube.

“Há mais de um ano desde o início da pandemia, a Globo vai continuar a respeitar as instruções das autoridades competentes e as decisões dos organizadores da prova. Entendemos que o cuidado é urgente e que a segurança é primordial.