Sorteio das quartas de Champions foi generoso com quem gosta de futebol

Sorteio das quartas de Champions foi generoso com quem gosta de futebol

O Porto, grande surpresa nas quartas-de-final da Liga dos Campeões ao eliminar a Juventus de Cristiano Ronaldo, acabou “isolado” no confronto com o Chelsea. Equipes em ascensão sob o comando de Thomas Tuchel, que impôs autoridade sobre o Atlético de Madrid. Mas ainda assim uma equipe que não gera tanta inquietação. Mesmo assim, é o grande favorito, também para voltar a decidir em casa.

Ambos abrem espaços para confrontos que atendem a todos os gostos. Desde o duelo imprevisível entre Real Madrid e Liverpool. Camisas pesadas, muita história, mas times irregulares na temporada que podem crescer neste clássico europeu que se decidiu pelos campeões em 1981 e 2018. Quem passa pode se tornar um rival muito perigoso, até pela oportunidade de se dedicar mais a o torneio continental – os Reds certamente e a equipe merengue se Atlético e Barcelona abrem vantagem na La Liga. Por isso também favoritismo zero, totalmente desconhecido.

Ao contrário do Manchester City x Borussia Dortmund. A equipa de Pep Guardiola carrega o favoritismo natural para o fantástico sprint da temporada que guarda o sonho de ganhar tudo – a Premier League, os Campeões e a Taça Nacional. Mas a incrível solidez defensiva será desafiada pelo fenômeno Erling Haaland. Goleiro impiedoso que cresce com espaço para atacar a última linha de defesa. Cabe aos cidadãos se adaptarem já na primeira partida, que foi disputada em Manchester.

Termine reeditando a final. Provavelmente com a volta de Neymar ao PSG. Para disparar Mbappé em alta velocidade contra o campeão Bayern de Munique, que por sua vez terá que encontrar soluções para manter o volume do jogo no campo do adversário sem ficar tão exposto. Desta vez sem Thiago Alcântara, mas com Kimmich e Goretzka no meio-campo que fazem a bola chegar a Lewandowski. É por isso que a seleção bávara é a favorita.

  Qual o melhor aplicativo para assistir TV online grátis?

O sorteio foi generoso com quem gosta de futebol, mesmo com as ausências de Messi e Cristiano Ronaldo. Ainda mais pela possibilidade de cruzamento entre Bayern e City nas semifinais. Cenário melhor do que um final hipotético, disputado em uma única partida e repleto de emoção que exacerba o nível técnico.

Se isso acontecer, serão 180 minutos do melhor futebol do mundo. Nada contra Dortmund e PSG, que também podem jogar em shows fantásticos. Mas é o jogo que todos esperam. Vou levar.

Conheça o canal de André Rocha no Youtube.